Novo Degase

SIIAD – Sistema de IdentificaÇÃo e InformaÇÃo de Adolescentes

O DEGASE em dezembro de 2007, através da Portaria nº 32 de 26 de dezembro de 2007, determinou que todo adolescente ao ingressar no departamento fosse cadastrado e identificado no Sistema de Identificação e Informação de Adolescentes – SIIAD, com objetivo identificar, integrar e sistematizar todas as informações cadastrais, biopsicossociais e educacionais dos adolescentes submetidos às medidas socioeducativas, possibilitando o exercício da cidadania a partir da concessão do registro e da identificação civil.


O desenvolvimento do SIIAD é fruto da parceria firmada entre a Secretaria de Educação e o DETRAN-RJ através da Resolução SEEDUC/DETRAN-RJ nº 392, publicada no DOERJ de 19 de maio de 2009.


A implantação do SIIAD possibilitou a criação do Prontuário Único Móvel, a partir da unificação dos cadastros e geração do RI – registro de internação. O Prontuário Único Móvel acompanha o adolescente desde sua entrada nas unidades de ingresso no DEGASE, no CENSE GCA – Centro Socioeducativo Professor Gelson de Carvalho Amaral e nos Centros de Recursos Integrados de Atendimento aos Adolescentes – CRIAAD's até sua saída, quando da extinção da medida socioeducativa. Neste momento o Prontuário Único Móvel passa a ficar arquivado no Centro de Documentação e Pesquisa – CEDOP, localizado na Administração Central, Ilha do Governador.


Com o SIIAD implantado em todas as unidades será possível garantir a fidedignidade e aprimoramento contínuo da informação sobre os adolescentes, gerar relatórios gerenciais de acompanhamento e monitoramento das informações vinculadas aos adolescentes (perfil biopsicossocial, educacional, socioeconômico, jurídico, geográfico) e aos servidores do DEGASE (perfil profissiográfico, de saúde, socioeconômico); garantir também a segurança e a certificação dos dados inseridos no sistema através da integração do SIIAD ao Sistema Estadual de Identificação do Estado do Rio de Janeiro – SEI; disponibilizar as informações para os demais agentes do sistema de garantia de direitos, – Tribunal de Justiça, Ministério Público, Defensoria Pública, SEASDH, através de termos de cooperação; possibilitar a gestão integrada das audiências dos adolescentes realizadas com as Varas da Infância e Juventude da Capital e Interior. CEMSE – COORDENAÇÃO DE MEDIDAS SOCIOEDUCATIVAS.


  • Revista AÚ
Tecnologia: PRODERJ - Todos os direitos reservados