Novo Degase

Notícias

  • Adolescente do Criaad Campos sobe em pódio no Nacional de Karatê

    03/04/2019

    Por Ascom Degase

    Dois adolescentes atletas do Centro de Recursos Integrados de Atendimento ao Adolescente (Criaad) Campos, unidade de semiliberdade recém-inaugurada, participaram do campeonato nacional de karatê, realizado entre os dias 29 e 31 de março, no Ginásio Cruzeiro, em Brasília (DF). Os jovens haviam sido classificados na etapa seletiva estadual em fevereiro passado, que os credenciou a participarem nessa etapa na capital do país.

    A oportunidade veio através do programa Esporte e Cidadania Para Todos, projeto do Ministério dos Esportes e, na unidade, orientado pela carateca Samara Jardim, atleta que já integrou a equipe brasileira de Karatê.

    - Quando falamos em luta, imaginamos um esporte com certa agressividade, mas não: o karatê vem para desenvolver limite, disciplina e posturas, o que conseguimos trabalhar com os socioeducandos – explica Samara.  Graças ao interesse e evolução deles, surgiu a oportunidade de leva-los à competição estadual e, como havíamos imaginado, se sairiam muito bem e um deles chegou ao pódio, se classificando para a etapa final que acontecerá em Gramado (Rio Grande do Sul).

    Após o trajeto exitoso desse projeto, as aulas de karatê que contavam com cinco alunos, triplicou de socioeducandos participantes e o diretor interino da unidade, André Mariano da Silva, explica o motivo:

    - Nosso desafio é despertar no garoto que cumpre medida o interesse de conhecer novas possibilidades, pois a sua realidade é muito limitada. Esse reconhecimento é difícil para ele porém pode ficar fácil, além de ter um forte impacto quando ele identifica em alguém, com o mesmo contexto de vida dele, uma possibilidade de mudar e melhorar de vida.

    Para o diretor, o pódio é um ótimo resultado, mas não o mais importante. Em sua avaliação, até os adolescentes que não participaram da seletiva, passaram por uma visível mudança, na forma de se comportar, de falar, no modo como se dirigem aos funcionários, demonstrando em seu cotidiano mais respeito, disciplina e organização.

    O Projeto Piloto Esporte e Cidadania para Todos, foi lançado em 2017 com o objetivo democratizar o acesso ao esporte à crianças, adolescentes e jovens, na faixa etária de 6 a 21 anos, que se encontram em situação de vulnerabilidade social e/ou que cumpram medidas socioeducativas nas Unidades de Internação do Estado do Rio de Janeiro. O projeto em questão integra as ações sociais do Ministério do Esporte pertencentes ao Programa de Ações Emergenciais do Estado do Rio de Janeiro e seus municípios, instituído pelo Decreto de nº9.197 de 14 de novembro de 2017.


    Voltar

  • Revista AÚ
Tecnologia: PRODERJ - Todos os direitos reservados