Novo Degase

Notícias

  • Divisão de Capacitação Prática do Novo Degase realiza formação sobre segurança para Grupamento de Operações Especiais da Guarda Municipal do RJ

    11/08/2017

    Por Ascom Degase 

    Na última quarta-feira (09/08), a Divisão de Capacitação Prática (Dicap) do Novo Degase realizou uma palestra sobre o sistema socioeducativo seguida de uma visita guiada no Centro de Socioeducação Dom Bosco para uma equipe do Grupamento de Operações Especiais (GOE) da Guarda Municipal do Rio de Janeiro (GM-RJ).

    O evento teve o objetivo de contextualizar e dar conhecimento ao grupo da GM sobre a trajetória do adolescente após sua chegada no Degase. Esse tipo de capacitação visa contribuir para a realização de um trabalho mais humanizado e para a integração dos diversos atores e segmentos públicos envolvidos em todo o processo socioeducativo até a reinserção desse jovem na sociedade.  

    A equipe do GOE recebeu as boas vindas no cineclube do Cense Dom Bosco, onde aconteceu a palestra ministrada por Marcos Poubel, da Coordenação de Segurança e Inteligência (Csint) e Alexandre Lessa, chefe de gabinete do Novo Degase, que apresentaram um panorama histórico do Departamento, as mudanças que ocorreram até os dias atuais, sua estrutura física e organizacional, descentralização do sistema, além de um breve perfil dos jovens que ingressam no sistema socioeducativo e os principais atos infracionais cometidos por eles. Na ocasião, as atribuições, divisões e o funcionamento da Csint também foram explicados aos alunos.

    - Diferente do que muitos pensam, o cumprimento de medidas socioeducativas e a privação de liberdade não têm um caráter meramente punitivo e de encarceramento, o objetivo do Degase é o de recuperar esse adolescente e fazer com que ele tenha acesso ao sistema de garantia de direitos que falhou com ele antes que chegasse aqui – pontuou o chefe de gabinete.

    Em seguida, o diretor do Cense Dom Bosco, Marcos Bastos, explicou ao grupo do GOE como acontece a rotina diária dos adolescentes e da unidade, e respondeu perguntas dos guardas sobre o acompanhamento de egressos, reincidência, tipos de medidas socioeducativas e critérios que o poder judiciário costuma usar para determiná-las.

    Ao final da parte teórica, o grupo deu início a visita guiada pela unidade, que também acontece para os responsáveis de adolescentes que acabam de chegar ao Cense, com o objetivo de desmitificar o imaginário sobre as unidades socioeducativas.

    A diretora adjunta do Cense Dom Bosco, Rejane Dias, acompanhou a equipe pela horta, viveiro, alojamentos, pátio externo, campo de futebol e pelo Colégio Estadual Padre Carlos Leôncio da Silva, que funciona dentro da unidade socioeducativa. Durante a visita, os guardas puderam ainda acompanhar a chegada de vinte novos adolescentes que chegam diariamente à unidade, e observar de perto como é feito o atendimento inicial dos meninos, depois de serem encaminhados pelo Centro de Socioeducação Gelso Carvalho do Amaral, unidade de acolhimento do Novo Degase.

    Após conhecer as dependências do local, os alunos se dividiram em grupos menores que seguiram para acompanhar, como observadores, um pouco da rotina prática dos agentes socioeducativos e aprender sobre sua dinâmica: atividades diárias como hora do almoço, banho, escola, serviço noturno, ronda, contagem de adolescentes na troca de plantões, e revista aos alojamentos.

    A formação da Dicap foi encerrada com uma breve apresentação da equipe técnica da unidade, que explicou a integração entre as áreas de saúde, pedagogia, saúde mental, serviço social, agentes socioeducativos, corpo administrativo e direção.

    - A capacitação foi além do que esperávamos e já fomos convidados pelo Grupamento de Operações Especiais para repetirmos essa formação com a próxima turma – comemorou o coordenador da Dicap, Jaime Silva. 

    Voltar

  • Revista AÚ
Tecnologia: PRODERJ - Todos os direitos reservados