Novo Degase

Notícias

  • Cense Dom Bosco realiza I Colóquio de Atualização em Saúde

    18/05/2017

    Por Ascom Degase

    Na última segunda-feira (15/05), a equipe de Enfermagem do Centro de Socioeducação Dom Bosco realizou o I Colóquio de Atualização em Saúde, no auditório da Escola de Gestão Socioeducativa Paulo Freire (ESGSE), com o objetivo de compartilhar vivências e trocar experiências da área de saúde na socioeducação.

    O evento, que foi um desdobramento da Semana de Enfermagem promovida pelo Cense Dom Bosco, contou com as presenças da diretora adjunta da unidade, Rejane Dias; e da coordenadora de saúde integral e reinserção social do Novo Degase, Christiane Zeitoune; que abriram as atividades do dia frisando a importância do papel do técnico de enfermagem e do enfermeiro dentro das unidades, além do impacto positivo das ações coordenadas por esses profissionais.

    - Essa iniciativa reflete o trabalho que vem sendo desenvolvido no Cense, um trabalho integrado, que tira cada profissional da sua zona de conforto e organiza ações que envolvem toda a equipe de saúde da unidade. É assim que conseguimos não só tratar as doenças, mas promover a saúde - apontou Christiane.

    Um dos temas abordados no colóquio foram as arboviroses, assunto da palestra realizada pela enfermeira convidada Thais Moura Corpassi, que explicou sobre origem, sintomas, tratamentos e prevenção de doenças como Dengue, Zika, Chikungunya e Febre Amarela. Também foram realizadas palestras sobre o processo de enfermagem e atualização no manejo da infecção pelo HIV, ambas ministradas pelo enfermeiro Marlon dos Santos Matos, que atua na equipe de enfermagem do Cense Dom Bosco.

    - Repensar as nossas práticas é uma forma de tornar mais crítico o que já é feito automaticamente no dia a dia  – pontuou Marlon.  

    A diretora Rejane Dias explicou que, ao buscar uma organização maior para as rotinas de saúde, todo o processo socioeducativo recebe uma melhoria, pois integra a equipe técnica com todos os atores envolvidos na socioeducação.

    - Esse é um processo lento, mas a troca de experiências produz mudanças significativas na rotina da unidade. Quando realizamos a primeira semana de enfermagem, os profissionais se sentiram valorizados e contemplados, o que nos fez perceber que eles precisavam de mais espaço para abordar as particularidades desse trabalho na rotina socioeducativa. 

    Voltar

  • Revista AÚ
Tecnologia: PRODERJ - Todos os direitos reservados