Novo Degase

Notícias

  • Criaad Penha realiza formatura do curso de Produção Audiovisual e Cineclubismo

    15/07/2016

    Por Ascom Degase

    Na última quinta-feira (14/07), quinze adolescentes do Criaad Penha receberam o diploma do curso de Produção Audiovisual e Cineclubismo, oferecido pela parceria do Novo Degase com o RioSolidário.  As aulas fazem parte do projeto Casa Futuro Agora, que atende jovens de 12 a 17 anos em diversos pólos espalhados pela cidade do Rio de Janeiro, dois deles dentro de unidades do Degase (Penha e Ilha do Governador). 

    As oficinas são ministradas por professores do Coletivo Cidadela e proporcionam aos adolescentes a oportunidade de exercitar a criatividade, aprender sobre cinema, debater sobre filmes, aprender a manusear equipamentos técnicos, planejar e executar peças audiovisuais.

    Após dois meses de aulas, os adolescentes do Criaad Penha produziram um curta de sete minutos onde entrevistaram os servidores da unidade, coletaram depoimentos uns dos outros, falando sobre seus planos para o futuro, e registraram seu olhar em relação ao dia a dia do local onde cumprem a medida socioeducativa de semiliberdade. O resultado do filme foi exibido durante a cerimonia de formatura para todos os presentes.

    A coordenadora do projeto Casa Futuro Agora, Luíza Teixeira, esteve presente para prestigiar os formandos e estimulou os jovens a darem sequência à formação profissionalizante quando terminarem de cumprir a medida socioeducativa.

    - Nosso trabalho é garantir as oportunidades de aprendizado e preparação para o mercado de trabalho para todos vocês que quiserem aproveitá-las. – apontou Luíza.

    Uma das psicólogas que atua no corpo técnico da unidade, Grasiele Gomes da Silva, falou sobre a importância dos adolescentes realizarem um curso que oferece outros módulos fora do sistema, e que pode ser acessado quando eles recebem a liberdade.

    - Esse é um trabalho que começa aqui dentro, mas não termina aqui. É ótimo porque esses cursos mostram a eles um universo novo, diferente da visão restrita que eles estão acostumados. Isso proporciona a uma abertura da mente, desperta a curiosidade e o interesse deles em dar continuidade às aulas lá fora, é uma semente que está sendo plantada. – comemorou a psicóloga. 

    Voltar

  • Revista AÚ
Tecnologia: PRODERJ - Todos os direitos reservados