Novo Degase

Notícias

  • Adolescentes do Criaad Nova Iguaçu iniciam curso com DJ Marlboro

    07/07/2016

    Por Ascom

    Nesta quarta feira (06/07), adolescentes do Centro de Recursos Integrados ao Atendimento do Adolescente (Criaad) de Nova Iguaçu tiveram sua primeira aula do curso básico de Dee Jay, projeto do instituto Fakeou, o primeiro instituto de funk do Brasil. O projeto é fruto de uma parceria entre a Prefeitura de Nova Iguaçu, o Conselho Municipal da Criança e do Adolescente (CMDCA), e a Fundação Educacional e Cultural de Nova Iguaçu (FENIG), com recursos da Petrobras, sob a responsabilidade do DJ Reginaldo Hermínio, através do Instituto Nacional de de Capacitação Profissional (INCAP) e orientação do DJ Marlboro. 

    De acordo com os responsáveis, o objetivo da oficina é sensibilizar os jovens quanto à cidadania, formar vínculos sociais e familiares e resgatar valores, através de uma abordagem dinâmica, “mixada” à identificação do cotidiano das comunidades. 

    O ônibus, onde a oficina será realizada, estacionou na praça em frente à unidade do Novo Degase, na última segunda-feira (4/7), quando os alunos puderam conhecer o ambiente e equipamentos, após participarem de uma palestra de sensibilização sobre tudo que envolve o curso que iniciariam. O próprio DJ Marlboro visitou o Criaad para essa aula de lançamento do projeto. Ele contou sua trajetória de vida, a luta até ter seu trabalho prestigiado e estabelecer a profissão de disc jockey, ou Dee Jay, como reconhecida e respeitável no país:

    - Muitas vezes tive que ir a pé de onde morava até o clube que eu ia tocar em outro canto da cidade, o que era praticamente meio dia de caminhada. Já fiz plantão na porta da casa do dono da rádio para ganhar uma chance de trabalhar lá, eu só queria estar na rádio, ainda que fazendo outra função, mas para me aproximar do que almejava – relembrou Fernando Luís Mattos da Matta ou o DJ Marlboro.

    Ele ainda acrescentou a dinâmica do curso e os desafios que o profissional precisa assumir:

    - Esse curso, fora do projeto, custa a partir de R$2.000,00 e aqui vocês não só aprenderão a realizar mixagens, mas poderão trabalhar como produtor musical, operador de som, dentre outras ocupações afins. Além da prática, queremos dar uma base de conhecimento musical para que vocês ampliem o horizonte musical e enxerguem oportunidades. Quando nos tornamos profissionais, passamos a ter responsabilidade com o que produzimos. Sempre passo essa conscientização, pois foi a linha que escolhi trabalhar: sem apologia à violência e ilegalidades e sem conteúdo explícito, sempre levando para o lado mais lúdico e bem humorado.

    As aulas serão ministradas pelo DJ Edgar, que já integrou a equipe Furacão 2000 e levou o funk a vários países da Europa, hoje parceiro do Funkeou. Ele contou o sucesso que tem sido o projeto na vida de tantos jovens:

    - Alguns alunos que concluíram o curso já estão tendo oportunidades em rádio e em equipes que tocam fora da área metropolitana da cidade - onde a concorrência é menor.

    Ao todo, são 48 adolescentes do Criaad, divididos em duas turmas, uma pela manhã e outra à tarde, que terão um total de dez encontros com duas horas de duração cada. O Criaad também abriu inscrições para os jovens da comunidade que estarão tendo aulas junto com os internos em semiliberdade. A formatura dos alunos já está marcada para o dia 29 de julho.

     

    Voltar

  • Revista AÚ
Tecnologia: PRODERJ - Todos os direitos reservados