Novo Degase

Notícias

  • CRIAAD Penha conclui debates sobre drogas com adolescentes

    01/04/2016

    Por Ascom SEPREDEQ 

    Mais uma etapa da parceria entre a Secretaria de Estado de Prevenção à Dependência Química (SEPREDEQ) e o Departamento Geral de Ações Socioeducativas do Estado do Rio de Janeiro (DEGASE) foi concluída. Nesta quinta-feira, 31/3, os agentes socioeducativos do Centro de Recursos Integrados de Atendimento aos Adolescentes (CRIAAD) - Penha, receberam capacitação para darem seguimento a um projeto de prevenção ao uso indevido de drogas com os adolescentes da unidade.

    Durante 4 meses, jovens que cumprem medidas socioeducativas em regime de semiliberdade participaram de rodas de conversa e debateram sobre o uso e as consequências das drogas. De acordo com dados do DEGASE, a maioria dos jovens, 41,53%, é apreendida devido ao envolvimento com o tráfico de drogas.

    - Este projeto entra na vida desses adolescentes justamente neste período importante de transição para a liberdade assistida, quando eles voltam para casa. É um momento crucial para eles repensarem as próprias escolhas. Levamos informação que possa servir de ferramenta para eles se questionarem: qual é o papel da droga em minha vida? Vale apena ou não seguir por este caminho?  - salienta Filipe Pereira, secretário de Prevenção à Dependência Química.

    Além da unidade Penha, outros 15 CRIAADs serão contemplados. A coordenadora do projeto pela SEPREDEQ, Paula Esposel, explica como é a dinâmica com os jovens.

    - A experiência dos adolescentes conta para nossa abordagem, porque criamos um espaço de debate e envolvemos temas transversais, que vão além das drogas, como esporte, saúde e cultura. O projeto é sempre adequado à realidade daquela unidade, dando base para os agentes socioeducativos desenvolverem um trabalho mais eficaz - explica.

    Para o diretor do CRIAAD Penha, Raul Almeida, a parceria está tendo desdobramentos importantes.

    - A partir deste trabalho de parceria com a SEPREDEQ vimos surgir novas ideias, novas possibilidades e recursos para trabalharmos com os adolescentes. Vamos montar uma oficina de poesia, uma sugestão que ouvimos dos próprios jovens. Outra iniciativa é o slack line, um esporte que usa corda e equilíbrio e que está sendo muito praticado atualmente. Já estamos colhendo bons frutos - conta o diretor.

    Voltar

  • Revista AÚ
Tecnologia: PRODERJ - Todos os direitos reservados