Novo Degase

Notícias

  • Novo Degase e Observatório Jovem do Rio de Janeiro promovem VI Seminário Estadual Socioeducativo

    04/12/2015

    Por Ascom

    O Novo Degase, em parceria com o Observatório Jovem do Rio de Janeiro, da Universidade Federal Fluminense (UFF), realizou, nos dias 2 e 3 de dezembro, no auditório da Escola João Luiz Alves (EJLA) e na Escola de Gestão Socioeducativa Paulo Freire (ESGSE), o VI Seminário Estadual Socioeducativo. Este ano o seminário tratou do  tema “Educação, Socioeducação e Escolarização”. 

    A cerimônia de abertura do seminário contou com as presenças do secretário estadual de Educação, Antônio Paiva; do diretor geral do Novo Degase, Alexandre Azevedo; do coordenador geral do Sistema Nacional de Atendimento Socioeducativo (Sinase), Claudio Augusto Vieira; da diretora executiva do Riosolidário, Liliana Pinelli; da psicóloga Martha Henning e do professor da UFF, Elionaldo Fernandes Julião, que compuseram a mesa de abertura. 

    Na abertura dos debates, o secretário Antonio Neto falou sobre as ações que vêm sendo adotadas como soluções que atendam o sistema socioeducativo. 

     – Precisamos atuar no Ensino Fundamental, focar em programas para as crianças, para os jovens. É necessário oferecer educação integral e incentivar o pensamento crítico, como já estamos fazendo. 

    Alexandre Azevedo sugeriu que todos reflitam sobre diversas questões que envolvem os nossos jovens e a violência, pensando em como e onde devemos atuar para a solução dos problemas. 

    – Podemos planejar e fazer hoje, para, dentro de poucos anos, ter novas soluções. Estamos certos de que é por meio da educação que a questão será resolvida, concluiu o diretor. 

    O coordenador do Sinase, Claudio Vieira, elogiou o trabalho realizado pelo sistema socioeducativo do Rio. 

    - O Estado do Rio é um exemplo positivo com a Escola de Gestão Socioeducativa Paulo Freire e seus trabalhos. O Rio e Mato Grosso do Sul são exemplos de políticas de socioeducação bem realizadas – disse o coordenador. 

    Ainda no primeiro dia, o seminário teve as presenças das professoras Elenice Onofre, Margareth Martins, além de apresentação de simpósios. O curta metragem “O Monstro do Canavial”, que teve como protagonistas jovens internos do Cense Campos, foi exibido no auditório da ESGSE, com um debate após a exibição. 

    No segundo dia, o seminário contou com as presenças das doutoras Bianca Mota, Malvina Tuttman e Claudia Mendes que trataram do tema “Participação Social e Escolarização”. Uma segunda mesa foi formada pela doutora Marise Ramos, o professor da Cefet, Carlos Artexes, e a diretora da ESGSE, Janaína Abdalla. O tema foi “Educação, Profissionalização e Juventudes”.

    Voltar

  • Revista AÚ
Tecnologia: PRODERJ - Todos os direitos reservados